segunda-feira, 23 de julho de 2012

Cancioneiro Alentejano - Minha Doce Jovenzinha

Quando eu tinha 15 anos, 
Mais do que a prata valia! 
Namorava à mangação, 
Tinha amores quantos queria!

 Só uma pena me existe, 
Minha doce saudade, 
É olhar para o teu rosto, 
Ver-te assim tão pouca idade. 
Ver-te assim tão pouca idade, 
Ver-te assim tão criancinha! 
Só uma pena me existe, 
Minha doce jovenzinha!

 Que fizeste ao sorriso, 
Com que me cumprimentavas! 
Não esqueças que eu preciso,
 Do modo com que me olhavas! 
 Só uma pena me existe,
 Minha doce saudade, Etc.

Um comentário:

Unknown disse...

Amigo/a, venho deixar-lhe aqui uma quadra desta modinha que ouvi outro dia e, como se costuma ad'zerê, Quem Conta um Conto, Acrescenta Mais um Ponto. Então é assim:

Uns daqui, outros d'além
uns de longe, outros de perto.
Toda a vida assim tem sido,
não há ditado mais certo.


Ai fica p'r todos os que a quiserem cantarolar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos