domingo, 13 de outubro de 2013

Personalidades Alentejanas - PICÃO, José da Silva

(n. Santa Eulália - Elvas - a 10 Março 1859; m. 18 Maio 1922)

Lavrador e escritor. Filho de D. Maria Francisca da Silva Lobão Telo e de Francisco de Assis Picão. Foi um autodidacta, pois desde cedo adquiriu hábitos inveterados de leitura. Dedicou-se ao estudo dos tratados agrícolas e pecuários e nas horas de descanso devorava os livros de Vítor Hugo, Camilo Castelo Branco, Balzac, Eça de Queiroz e Zola.

Foi um espírito arguto e esclarecido. Fruto do meio em que nasceu e sem preparação literária erudita, escreveu sobre a sua terra e a sua gente. Colaborou no periódico O Elvense, com o pseudónimo de João Chaparro e publicou alguns artigos na Portugália, revista de Ricardo Sereno, subordinados ao título “Etnografia do Alto Alentejo (concelho de Elvas)”. Em 1903 editou a obra Através dos Campos - Usos e costumes agrícolo-alentejanos (concelho de Elvas) a expensas do bibliófilo António José Torres de Carvalho.

Outro trabalho de Silva Picão foi A caminho da Cegonha. Aqui descreveu a odisseia de uma aldeia alentejana (Santa Eulália) condenada ao martírio periódico da falta de água, que dificilmente se adquiria em poços ou em escassos mananciais, de onde era tirada por meio de um chocalho. Esta é uma pequena obra-prima da literatura regional, pelo valor do estilo, acerto no emprego do vocabulário e rigor descritivo. Foi pela primeira vez publicada num pequeno opúsculo intitulado O Elvense de 1894. Em 1940 publicou-se uma nova edição desta novela regionalista.





In PICÃO, José da Silva - Através dos Campos: Usos e costumes agrícolo-alentejanos (concelho de Elvas). 2.ª Ed. Lisboa: Editora Guimarães, 1937. pp. XIII-XVIII.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos